l

Ut wisi enim ad minim veniam, quis laore nostrud exerci tation ulm hedi corper turet suscipit lobortis nisl ut

Recent Posts

    Sorry, no posts matched your criteria.

Image Alt

Oftalmologia RPL

Cirurgia de Catarata com implante de lente intraocular

 

Dentro do olho humano existe uma lente transparente, responsável pelo foco e pela nitidez da imagem. Essa lente natural é chamada de Cristalino.

Se a lente natural, ou seja, o Cristalino, perder sua transparência, a imagem ficará embaçada. A perda de transparência do cristalino recebe o nome de Catarata.

As pessoas com catarata começam a notar uma perda progressiva na nitidez da imagem.

As cores vão perdendo o brilho e as imagens começam a ficar embaçadas. Além disso, é comum os pacientes queixarem de sensibilidade aumentada à luz.

No início, os sintomas são leves, mas podem progredir e abaixar a visão de forma significativa, deixando as imagens completamente nubladas.

Esse processo se dá de forma progressiva e pode atingir os dois olhos ou um olho de cada vez.

A noite a visão do paciente com catarata torna-se ainda pior, gerando grande insegurança para a pessoa sair de casa a noite, dirigir e mesmo atividades domésticas como assistir televisão.

Também, muitos pacientes queixam-se de piora da acuidade a exposição solar.

Com o auxílio de aparelhos específicos, o oftalmologista consegue identificar a catarata e classificar seu estágio evolutivo.

O paciente com sintomas de visão embaçada deve procurar um especialista e fazer uma avaliação completa.

O tratamento da catarata é essencialmente cirúrgico e consiste na remoção do cristalino opaco.

Atualmente, existem técnicas mais modernas e, principalmente, mais seguras para remoção do cristalino, garantindo uma recuperação extremamente rápida. Em nossa clínica utilizamos a moderna técnica de Facoemulsificação.

Com essa técnica, todo o cristalino é aspirado através de uma micro incisão (2,0 milímetros), aumentando a segurança do procedimento.

O cristalino é então removido e o mesmo deverá ser substituído por uma lente intra-ocular. A cirurgia de catarata através da microincisão permite uma recuperação da visão quase imediata, sem a necessidade de suturas.

Antigamente, era necessário esperar a catarata ficar “madura”, ou seja, avançada para a realização da cirurgia.

Hoje em dia, com as modernas técnicas e aparelhos, a recomendação consensual é que a cirurgia seja indicada nas fases iniciais da catarata, pois a cirurgia torna-se muito mais rápida, fácil e segura.

Além disso, o tempo de recuperação é menor quando a cirurgia da catarata é realizada nos estágios iniciais.

Após a remoção do cristalino nebuloso (catarata), uma lente intra-ocular deverá ser implantada para que seja retomada a nitidez da visão. É muito importante que seja implantada uma lente de qualidade, para que além de segurança, o paciente tenha uma ótima visão.

Em nossa clínica, utilizamos uma lente intra-ocular dobrável e de alta qualidade, permitindo que a mesma seja implantada através de um micro orifício e resulte numa visão de alta definição.

Existem atualmente diversos tipos de lente intra-oculares. Os modelos mais antigos são feitos de material rígido, exigindo uma abertura do globo ocular maior para ser implantada. Como consequência, a recuperação visual será mais lenta e haverá maior indução de astigmatismo.

Os modelos mais novos de lente intra-ocular são feitas de material dobrável e maleável, permitindo que a lente seja dobrada e inserida no globo ocular através de uma incisão milimétrica (aproximadamente 2,0 mm).

Como consequência, a recuperação visual muito mais rápida e não haverá indução de astigmatismo.

Para o cálculo da lente a ser implantada em cada pessoa, é utilizado um aparelho chamado biômetro, que irá definir o grau da lente mais apropriado para cada pessoa.

Em nossa clínica utilizamos os moderníssimos modelos de biômetros (IOL Master e Biômetro de Imersão), permitindo um cálculo bastante preciso da lente a ser implantada.

Utilizamos somente os modelos mais modernos de lentes intra-oculares (Lentes intraoculares “(Premium)”, tornando a cirurgia  mais  segura possível e permitindo a recuperação visual praticamente imediata).

 

As lentes monofocais asféricas propiciam visão para longe e após a cirurgia o paciente necessita do uso de óculos somente para perto.

Quase toda córnea tem aberrações. Uma pessoa jovem tem o cristalino com um formato que compensa estas aberrações corneanas, com isso, a visão dos jovens é muito boa. Porém, com a idade, o cristalino vai se modificando e não consegue mais corrigir tais aberrações, piorando assim a visão e a sensibilidade ao contraste.

Com o advento das lentes asféricas, restauramos a condição óptica dos olhos quando são jovens, e a visão é muito melhor quando a comparada com as lentes intraoculares esféricas. Estudos recentes comprovam que as lentes asféricas, proporcionam melhor sensibilidade ao contraste, além de melhor visão e, consequentemente, melhor qualidade de vida.

 

As lentes trifocais propiciam visão para longe, meia-distância e para perto (90% dos casos o paciente não necessitará do uso de óculos ou ficará menos dependente deles) corrigindo, além, da miopia e hipermetropia, também a Presbiopia (vista cansada).

Essas lentes possuem pequenos círculos concêntricos, que através do fenômeno de apodização, são capazes de gerar múltiplos focos.

 

As lentes tóricas são capazes de corrigir também o astigmatismo, caso o paciente apresente também esse problema.

As lentes intra-oculares tóricas são também dobráveis e inseridas por micro-incisões. Essas lentes ficam posicionadas num meridiano pré-determinado, para a compensação do astigmatismo.

 

Nossos médicos saberão indicar o tipo e o modelo de lente apropriada para cada paciente, considerando as características de cada olho, averiguada no pré-operatório.

A lente implantada no olho tem duração permanente, não necessitando ser substituída com o tempo.

Para a moderna cirurgia da catarata, não é necessário que o paciente permaneça internado, podendo ter alta minutos após a cirurgia, uma vez que a cirurgia dura, em média, 10 minutos.

A anestesia da moderna cirurgia da catarata é feita somente a base de colírios e os pacientes ficam completamente confortáveis durante todo o procedimento.

O anestesiologista de nossa equipe fará a monitorização cardio-respiratória com acompanhamento da sedação durante todo o procedimento.

Os pacientes podem sair da cirurgia caminhando e já enxergando.

Os pacientes podem retornar às suas atividades profissionais em poucos dias. Toda a medicação pós-operatória é à base de colírios.

Uma vez realizada a cirurgia, o paciente fica definitivamente livre da catarata.

A moderna cirurgia da catarata ao restabelecer a visão de nossos pacientes vai lhes proporcionar uma maior independência e como conseqüência uma melhor qualidade de vida.

 

Cirurgia de Catarata com laser de femtosegundo

 A Cirurgia de Catarata evoluiu e agora já pode ser feita por laser de Femtosegundo.

O laser de femtosegundo é a opção tecnologicamente mais avançada para a realização da cirurgia de catarata com finalidade refrativa.

Esta tecnologia, é o mais moderno tratamento para Cirurgia de Catarata disponível no mundo.

O laser de Femtosegundo automatiza os procedimentos manuais da Cirurgia de Catarata, proporcionando mais precisão, centralização da lente intraocular e um resultado final mais previsível e rápido.

Neste procedimento a laser, as etapas mais difíceis, são guiadas por tomografia de coerência ótica, sendo as imagens capturadas continuadamente em 3 dimensões.

Com o laser de femtosegundo a abertura do cristalino, sua fragmentação e a incisão da córnea são realizadas com total precisão.

Na técnica convencional estas importantes etapas são feitas com bisturi e instrumental cirúrgico descartáveis manualmente.

A introdução da tecnologia do laser de femtosegundo, para realização da cirurgia de catarata, veio trazer maior previsibilidade ao procedimento e contribuir para o resultado visual obtido com o implante da lente intra-ocular multifocal.

O laser de femtosegundo é a opção tecnologicamente mais avançada para a realização da cirurgia de catarata com finalidade refrativa.

Etapas críticas da cirurgia de catarata como a capsulotomia anterior, incisões na córnea e quebra da catarata, antes realizadas manualmente, com o uso de bisturis, pinças e ultrassom, são agora executadas pelo laser, com precisão e rapidez.

 

Orientações pré-operatórias

  • Comparecer acompanhado (a) trazendo os resultados da avaliação médica e os resultados dos exames laboratoriais recentes.
  • Comunicar a equipe médica os nomes dos medicamentos usados rotineiramente.
  • Manter os medicamentos em uso e informar se o seu estado de saúde mudou subitamente.
  • Evitar comidas gordurosas, ácidas, condimentadas, bebidas gasosas e álcool na véspera da cirurgia.
  • Fazer jejum alimentar por 8 horas antes da cirurgia.
  • Tomar banho, lavar bem o rosto e os cabelos no dia da cirurgia.
  • Aos pacientes usuários de Insulina, orienta-se não a utilizar no dia da cirurgia.
  • Não usar maquiagem e cremes. Não usar joias, bijuterias e sapatos de salto alto. Evitar o uso de roupas que necessitam ser retiradas pela cabeça e lingerie sintética.
  • O horário marcado para a cirurgia nem sempre pode ser cumprido com exatidão, pois dependemos da escala de cirurgias que antecedem a sua e outras intercorrências.
  • Para cada procedimento estão envolvidos diversos profissionais da equipe médica e enfermagem que cuidarão do preparo e da execução dos procedimentos.
  • Todas as funções vitais como Pressão arterial, Frequência cardíaca e Oximetria de pulso serão monitorizadas e controladas pelo Anestesiologista.
  • Lembre-se que a anestesia é um procedimento seguro, elimina a dor, ameniza as tensões e colabora para o êxito de sua cirurgia.

 

Orientações pós-operatórias

  • Após a cirurgia, normalmente o(a) paciente fica em observação na sala de recuperação do Centro Cirúrgico antes de ir para o apartamento.
  • Um Médico da equipe dará notícias aos familiares de como transcorreu a cirurgia e qual as condutas a serem seguidas.
  • No caso de cirurgias realizadas em Hospital o período de internação é variável, podendo ocorrer à alta hospitalar horas seguintes ao procedimento cirúrgico.
  • Iniciar as medicações prescritas ao retornar para casa.
  • Continuar usando as medicações que já eram utilizadas antes da cirurgia.
  • Use corretamente as medicações prescritas. Lavar as mãos antes de pingar os colírios. Não encostar o frasco de colírio no olho. Não suspender o uso da medicação a não ser por orientação médica.
  • Seguir sua alimentação habitual.
  • Para limpar o olho operado use algodão ou gaze com soro fisiológico ou água filtrada gelada.
  • Faça uso dos medicamentos prescritos durante o período acordado.
  • Mantenha suas atividades habituais, agindo de forma natural e evitando coçar ou traumatizar o olho operado.
  • O banho de chuveiro e a lavagem matinal dos olhos são permitidos, devendo apenas se ter o cuidado para não deixar entrar água nos olhos.
  • Não há problema algum em utilizar a visão em qualquer atividade. Leia, assista TV, costure. Dirija, se necessário, cautelosamente.
  • Você pode movimentar-se normalmente, evitando nas primeiras semanas atividades físicas mais intensas.
  • Use óculos escuros em ambientes externos para proteger o olho operado.
  • Evite ambientes poluídos, água do mar e piscina por 1 mês.
  • Observar um intervalo de 15 minutos entre a instilação dos colírios.
  • Qualquer dor, desconforto ou diminuição da visão entrar em contato com o Dr. Roberto Pereira Lima pelos telefones: 23487300 / 96057-5051 e 30712596.