fbpx
l

Ut wisi enim ad minim veniam, quis laore nostrud exerci tation ulm hedi corper turet suscipit lobortis nisl ut

Recent Posts

    Sorry, no posts matched your criteria.

Image Alt

Oftalmologia RPL

catarata

Conheça os mitos e verdades sobre a cirurgia de catarata

A catarata é uma das principais doenças responsáveis pela perda de visão em todo o mundo. A lesão ocular afeta diretamente o cristalino, uma espécie de “lente natural” presente em nossos olhos.

Localizado atrás da íris do olho, o cristalino é uma das estruturas responsáveis pelo foco da visão. Por ele, passam os raios de luz que chegam até a retina, etapa inicial do processamento e formação de tudo o que você enxerga.

Antes do diagnóstico da catarata, é comum acontecer um processo de envelhecimento dessa região do olho, chamado presbiopia. Também conhecida como vista cansada, a presbiopia é responsável pela perda da elasticidade do cristalino, fazendo com que os olhos diminuam a capacidade de enxergar com nitidez para perto.

O problema é bastante comum em pessoas com mais de 45 anos, período da vida em que muitas pessoas começam a utilizar óculos para conseguir ler e realizar atividade de curta distância.

Quando desenvolve-se a catarata, o cristalino do olho torna-se opaco, comprometendo ainda mais a visão do paciente, agora tanto para perto como para longe também.

 

Sintomas e tratamento da catarata

Com evolução lenta e gradual, a catarata é causadora de 48% dos casos de cegueira em todo o planeta. Isso significa que 65,2 milhões de pessoas já foram atingidas, de acordo com o segundo relatório mundial sobre a visão realizado pela OMS. No Brasil, surgem cerca de 552 mil novos casos da doença a cada ano.

Visão turva e dupla, sensibilidade à luz e dificuldades para andar, dirigir e ler são alguns dos principais sintomas desta doença que acomete, na maioria dos casos, pessoas acima de 65 anos, diabéticos, tabagistas, usuários prolongados de corticoides e portadores de doenças infecciosas nos olhos, que são considerados grupo de risco para a condição. Traumas oculares também podem ser desencadeadores da catarata.

Mas a boa notícia é que a catarata tem tratamento, realizado por meio de um procedimento rápido e seguro, que dura entre 15 e 30 minutos, no qual o cristalino opaco é substituído por uma lente artificial intraocular (LIO) capaz de recuperar as funções oculares que haviam se perdido.

 

Conheça a seguir alguns mitos e verdades a respeito da cirurgia de catarata

A recuperação é demorada

Mito. O processo de recuperação varia de acordo com o estágio em que a visão do paciente se encontrava antes da cirurgia ser realizada. Quanto antes o procedimento for feito, menor será o tempo de recuperação do paciente e menores as chances de complicações cirúrgicas, possibilitando ao paciente a retomada de suas atividades normais em um curto período de tempo.

 

O procedimento é doloroso

Mito. Antes da cirurgia, é aplicada uma anestesia local com colírios anestésicos. Portanto, o paciente dificilmente irá sentir dor durante o procedimento cirúrgico.

 

Ocorrem sangramentos durante a cirurgia de catarata

Mito. Com os avanços tecnológicos, a cirurgia de catarata não causa mais sangramentos e nem dores. Isso se deve, também, ao fato de ser um procedimento minimamente invasivo.

 

O paciente não pode lavar a cabeça após a cirurgia

Mito. É possível tomar banho normalmente e lavar a cabeça, porém é necessário tomar alguns cuidados para que água e sabão não entrem nos olhos.

 

A catarata pode voltar a aparecer

Mito. O cristalino do olho é substituído por uma lente artificial, cuja vida útil ultrapassa os 100 anos, por isso não existe possibilidade de haver a reincidência da doença após a realização do procedimento. Um procedimento necessário possível é a limpeza da LIO (Capsulotomia), que ocorre apenas 1x após a cirurgia.

 

A visão volta ao normal logo após a cirurgia

Verdade. Geralmente, o paciente fica apenas um dia com dificuldades para enxergar com nitidez. Em alguns casos mais complexos, a recuperação é mais lenta e pode levar alguns dias.

 

O procedimento é realizado apenas com anestesia local

Verdade. A anestesia é local, feita por meio da aplicação de colírios anestésicos.

 

Problemas de refração podem ser corrigidos com a cirurgia

Verdade. Miopia, hipermetropia e astigmatismo também podem ser corrigidos por meio da cirurgia de catarata, restabelecendo a visão do paciente.

 

Não é necessário utilizar mais óculos

Verdade. Como citamos anteriormente, problemas de refração podem ser solucionados com a realização da cirurgia. Em alguns casos, o paciente pode optar por continuar utilizando-os, mas com graus bem menores.

 

É necessário fazer uma dieta leve no período pré-operatório

Verdade. É importante que o paciente tenha uma alimentação saudável antes de realizar a cirurgia. Fale com o seu oftalmologista e pergunte quais alimentos são indicados e quais você deve evitar nessa fase pré-operatória.

 

Há como se prevenir contra a catarata?

Verdade. Utilize óculos de sol e tenha hábitos saudáveis. A proteção contra os raios UVA e UVB pode ser feita com o uso de óculos escuros. Hábitos saudáveis como boa alimentação e atividade física podem ajudar a retardar o processo de envelhecimento do cristalino.

 

Colírios curam a catarata.

Mito. Apenas o procedimento cirúrgico é capaz de curar a catarata. Lentes, colírios, massagens não são procedimentos indicados, nem reconhecidos pela comunidade científica para o controle da doença.

 

Nós, da Clínica de Oftalmologia Dr. Roberto Pereira Lima, estamos prontos para ajudar você com sua saúde ocular.

Entre em contato e agende sua consulta.